VIDA ACADÊMICA

Olá (:
Conforme descrevi no post anterior, tivemos uma semana de orientação com todos os alunos internacionais. Nesta orientação fizemos dois testes de nivelamento – inglês e matemática. E baseado nas notas obtidas, os alunos foram indicados a fazer aulas específicas.
De início, no primeiro trimestre foquei mais na minha adaptação ao inglês, fazendo aulas de leitura, escrita e comunicação. Aprendi muito durante esse período, tive apresentações, trabalhos em grupo, leitura de diversos textos e muitas muitas redações para escrever. Foi um quarter massa 🙂

E em relação ao sistema de ensino do college, aqui o ano letivo é dividido em quarters conforme estaçōes do ano (fall, winter, spring, summer). Eu ainda prefiro a divisão por semestres, pois trimestre acaba sendo sufocante às vezes pelo conteúdo extenso e o curto período.
Vou descrever algumas diferenças que notei entre o sistema de ensino aqui e do Brasil:

  • A forma de avaliação por notas aqui é chamada GPA, que significa “Grade Point Average”. É a forma padrão dos EUA de medir o sucesso acadêmico de cada aluno. Basicamente, um GPA 4.0 equivale a um A, 3.0 a um B e 2.0 a um C.
  • Tarefas praticamente em todos os dias de aula. Você acaba passando mais tempo em casa estudando do que na faculdade.
  • Participação nas aulas. Não que no Brasil a gente não precise participar na aulas, mas aqui é meio que obrigatório. Em praticamente todas as aulas os professores passam trabalhos em grupos, apresentações, esperam perguntas e nos questionam sempre. Sem contar que eles são bem mais sistemáticos em relação a prazos e horários aqui, não existem exceções mesmo!

Além do mais, durante o intervalo dos quarters sempre temos um break, no máximo duas semanas. O melhor quarter é o summer, pois é quando os alunos tem a oportunidade de tirar umas férias, fazer algumas aulas ou estudar apenas online. Este é o quarter no qual os professores também aproveitam para um descanso. E devido a isso, a quantidade de alunos no Summer é bem menor.

No que diz respeito a estrutura do college, o mesmo oferece diversos recursos para o sucesso acadêmico do aluno. Ele possui centro de estudo para praticamente todas as matérias ( matemática, inglês, história, física etc.), onde há tutores para auxiliar durante as sessões. Possui também departamentos como aconselhamento de carreira profissional, ajuda médica, assim como um ginásio com academia, quadras e aulas de educação física. Existem diversas formas de procurar ajuda, aprender, desenvolver suas habilidades e ter lazer.
Por tudo isso, o ambiente que eles criam entre aluno-escola, é uma das características que mais me surpreenderam aqui. O departamento chamado “Student Life Office” organiza diversos eventos para os alunos dentro e fora do college. São eventos fantásticos, e foi por meio disso que tive a oportunidade de conhecer os lugares mais lindos de Washington. Em posts posteriores irei falar mais sobre minhas aventuras.

Em conclusão, a vida acadėmica aqui é difícil, mas ao mesmo tempo prazeirosa. Nos eventos ou durante as aulas, você acaba conhecendo pessoas de diversos países e isso te faz crescer cada vez mais. E sendo brasileiro, sempre acabo escutando aquelas perguntas que vocês devem imaginar. “Do you play soccer”? “Do you dance samba”? “Have you been to Amazon or Rio”? e por aí vai. Mas é nesse momento que você tem a chance de esclarecer a realidade do teu país e minimizar esses pensamentos estereotipados.

Espero que tenham gostado do post, no próximo irei falar um pouco sobre o estado de Washington e a região dessa maravilhosa cidade chamada Seattle <3

Abraços (:

Deixe uma resposta